Ser mãe: o desafio!

Quando falamos em mãe, tantas coisas vêm ao nosso coração: lembranças da infância, saudades de um tempo tão gostoso que vivemos! Cheiros, sabores, abraços, chegar da escola e almoçar assistindo TV, leite com chocolate antes de dormir, rabos de cavalo amarrados como meia de seda reutilizada, rsrs, a primeira vez que passamos batom… Você se lembram do batom 24 horas numa embalagem verde? rsrs Preciosos momentos onde as nossas maiores preocupações eram estudar para uma prova, não ser a última a ser escolhida para o time de vôlei da escola, decorar a tabela periódica, ganhar uma Barbie no Natal… Só que o tempo passa muito, muito depressa! E quando percebemos nos tornamos mulheres adultas cheias de responsabilidades! Essa transição é extremamente importante e fundamental em nossas vidas! Mas infelizmente, na maioria das vezes, não estamos preparadas para elas!

Ser mãe, por exemplo, é um desafio homérico! E eu não estou falando simplesmente de trocar fraldas e passar noites em claro! Falo em relação a estabilidade, não apenas financeira ou familiar, mas principalmente emocional! Ser mãe coloca nossos nervos a flor da pele, em todos os sentidos! Somos invadidas por emoções que nunca antes havíamos sentido e finalmente aprendemos o que significa amor incondicional!

O amor que sentimos por nossos filhos, o amor que nos faz abrir mão de tantas coisas e sacrificar outras mais, nos torna mais parecidas com Jesus, como está escrito “Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens” (Filipenses 2:7). Quando nos tornamos mães nos esvaziamos de tantas coisas que anteriormente pareciam prioridades inquestionáveis, como retocar toda a semana a tintura do cabelo ou manter a unhas absolutamente impecáveis! Nos esvaziamos de nós mesmas para dar lugar a uma criaturinha careca, barrigudinha e sem dentes, rsrsrs! E como é maravilhosa essa sensação! Esse amor nos invade, nos constrange!

04dd6813158e007711f26935a4e5497f

Aprendemos a enxergar a vida sob outra ótica, pegamos emprestados os óculos de Deus e passamos a encarar a vida de uma maneira diferente! No entanto, mesmo preenchidas de tanto amor, muitas vezes não sabemos como fazer, como agir ou como nos posicionar diante das adversidades! Me lembro que assim que meu primeiro filho nasceu, achei que jamais voltaria a dormir uma noite inteira! Para você imaginar meu nível de despreparo, eu ficava acordada, mesmo com ele dormindo, só para ter certeza de que estava respirando perfeitamente! Ainda bem que o Senhor encheu o coração da minha mãe de paciência (de novo falando de mãe, rs) para que pudesse me ajudar nessa aventura de dar a luz e zelar por uma nova vida!

Por falar em aventura, nós mulheres, como mães, somos bem aventuradas! Ser mãe é mesmo uma aventura diária, rsrs! Mas não estamos sós, podemos encontrar instruções, orientações e modelos saudáveis de mães virtuosas na palavra de Deus! Sara, que creu no impossível, e mesmo na sua velhice deu a luz a Isaque, o filho da promessa. Joquebede, a mãe de Moisés, ela confiou no Senhor, para salvar seu filho da morte colocou o dentro de uma arca de juncos, no rio Nilo, e o acompanhou de longe, até que fosse achado pela filha do Faraó. Ela teve que abrir mão, se esvaziar de seu orgulho, e se sujeitar a ser a ama de seu próprio filho, agora adotado pela filha do Faraó.

Com Joquebede aprendemos alguns princípios fundamentais da maternidade: se realmente desejamos proteger e guardar nossos filhos, teremos que entregá-los ao Senhor, e acompanhá-los de longe, confiando que o Senhor tem sempre o melhor para suas vidas, e dessa forma poderemos tê los conosco e ainda contar com a provisão do Senhor. A Bíblia narra que ela foi chamada para criar Moisés e recebeu um salário para cuidar do próprio filho! Isso significa que, quando confiamos inteiramente no nosso Deus e somos fiéis a Ele, sempre haverá provisão!

Joquebede se permitiu ser usada pelo Senhor, e dessa forma o destino profético de Moisés pode ser ativado. Ele pode cumprir seu propósito de libertar Israel da escravidão no Egito. Nossos filho possuem, todos eles, destinos proféticos e cabe a nós, mães, sermos sensíveis e obedientes ao Senhor para tornar possível a concretização desses propósitos desenhados e planejados por Deus antes da fundação do mundo! O papel da mãe é tão fundamental nesse processo que o Senhor fez questão que Moisés tivesse em sua formação a participação plena de Joquebede, uma mulher temente e obediente a Deus. Certamente o caráter de Moisés não seria o mesmo e ele não teria habilitação para conhecer a Deus com intimidade e se relacionar com Ele face a face!

90698ae038064c47eb267af97660ac8e

Mães são tão importantes e essenciais que o próprio Jesus, o Filho de Deus, precisou de uma! Ser mãe é uma dádiva de Deus, temos o dom de gerar vida, de trazer a existência aquilo que não existe! È por isso que muitas vezes sofremos tantas afrontas do nosso inimigo, que quer nos roubar, matar e destruir, mas Jesus veio para nos trazer vida, e vida em abundância!

Um dos papéis principais de uma mãe é de interceder por seus filhos, e isso é maravilhoso! Orar por um filho é uma prova de amor, é confiar a Deus aquilo que temos de mais precioso! Devemos orar por sua saúde, seu crescimento, sua vida escolar, suas amizades, suas decisões profissionais e até por sua futura esposa(o), incluindo seus futuros filhos!

Ser mãe nos torna pessoas melhores, aprendemos a respeito do amor verdadeiro. Além disso, quando buscamos instrução e orientação na palavra de Deus, nos tornamos mulheres sábias como está escrito “Fala com sabedoria e ensina com amor. Cuida dos negócios de sua casa e não dá lugar à preguiça. Seus filhos se levantam e a elogiam; seu marido também a elogia, dizendo: “Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera”. A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada. Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade.” (Provérbios 31:26-31)

Feliz dia das Mães!

Com carinho,

Pra. Camila Serragiotto Andrade